Conheça as tendências do Comércio Internacional para o ano de 2022

Quais são as tendências do comércio internacional em 2022? O que esperar desse momento "pós pandêmico"? Neste artigo respondemos a essas perguntas.



O Comércio Exterior envolve uma série de operações de compra e venda, exportação e importação de produtos entre países diferentes. No entanto, para essas transações ocorrerem de maneira efetiva, há uma série de regras, leis e burocracias que devem ser seguidas. Sendo assim, o profissional deste mercado deve estar sempre ligado nas novidades da área!


Com a pandemia do coronavírus e a alta na inflação da economia brasileira, os padrões de consumo acabaram se alterando no atípico ano de 2021. Aumento nos preços dos fretes internacionais, voos cancelados, engarrafamento nos portos e falta de contêineres são alguns dos problemas de logística enfrentados no cenário do comércio internacional desde o ano passado.


Mas então o que será que aguarda esse setor em 2022?

  1. Alta no preço dos fretes internacionais

A Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento alertou os consumidores sobre uma inflação aguardada em 2022, devido ao aumento do valor do frete marítimo. Esse aumento se deve principalmente ao engarrafamento dos portos e terminais de exportação.

A dica é que as empresas busquem diferentes estratégias para lidar com este aumento, como por exemplo preferir importar produtos de países próximos ou vizinhos, cujo transporte internacional seja mais barato.


2. Preocupação com sustentabilidade e meio ambiente

Todo mundo sabe que o Brasil é um grande exportador de produtos agropecuários como a soja, café, milho e carnes dos mais variados tipos. No entanto, o país vem sendo muito cobrado internacionalmente nas questões ambientais, principalmente por conta do desmatamento da Floresta Amazônica.

O tema Governança Ambiental, Social e Corporativa será pertinente entre as empresas públicas e privadas em 2022, já que elas já vêm se posicionado para contribuir com políticas de cumprimento da legislação ambiental e redução de emissão de poluentes.


3. Crescimento do E-Commerce

A evolução da tecnologia anda lado a lado com a economia. O comércio eletrônico segue sendo uma forte tendência para o ano de 2022. Tanto que, em 2021, as vendas virtuais durante a chamada Black Friday aumentaram cerca de 31% na semana que antecedeu a data.

O chamado e-commerce promete otimizar ainda mais as operações de compra e venda nacionais e internacionais, portanto, as empresas não podem nem pensar em deixar esse mercado de lado!


4. Novo processo de importação e desburocratização

Em 2021 foi implementada a Declaração Única de Importação (DUIMP) e é por meio desse documento eletrônico que o importador tem a possibilidade de declarar sua importação à Receita Federal de forma rápida e prática. Com o crescimento do Novo Processo de Importação, espera-se para o comércio internacional em 2022 mais eficiência operacional. Em 2021, a última atualização da DUIMP confirmou a possibilidade do despacho antecipado para empresas que são certificadas como Operador Econômico Autorizado (OEA), e portanto, muitas empresas tendem a buscar essa certificação OEA para que assim se tornem parceiros da Receita Federal do Brasil, o que garante benefícios nas aduanas brasileiras.


E aí gostou do conteúdo? Quer fazer um planejamento eficiente para se internacionalizar e aproveitar o cenário pós pandemia pensando para sua empresa? Para mais informações sobre relações internacionais e comércio exterior, entre em contato com a Atlântica!


 

Revisão e edição: Bibiana Rauber

98 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo